Pesquisar este blog

Seguidores do Nosso Bloguinho - Mural Blogger

quarta-feira, 23 de março de 2011

Felicidade

Margarete Solange
Um ano a mais de vida e paz,
Batalhas e bênçãos .
Com passos firmes siga em frente,
Agradecido pela vida
A cada novo amanhecer...
Satisfaça o Deus de amor
Todas as tuas petições.
Multiplique as alegrias
Prolongue os teus dias.
Em teu derredor floresça o amor.
Que sejam superáveis
Todos os problemas desagradáveis,
As tristezas, passageiras...
Abreviadas as aflições.
Que os teus lábios se abram
Para cantar belas canções e sorrir.
Outros anos virão
E com eles preciosas experiências,
Sucessos e realizações.
Parabéns, e que a felicidade
Seja teu presente
Para todo sempre.



Dedicamos a poesia da Autora Margarete a todos que fazem o Nosso Literário Bloguinho.
Agradeçemos muitissimo a participação da Autora e de todos que nos seguem e comentam nossas postagens.

Em especial a nossa mais assídua comentarista Nadijane. Juntos formamos uma grande e bela família literáriaViajamos do real para o imaginário e do imaginário para o real.
 Aqui não precisamos de idade, nem de realidade: temos a idade que nos convier e somos como queremos ser, brincamos e nos divertimos. Junte-se a nós na alegria e nas brincadeiras, nos contos, crônicas e nas poesias. E que nennhum outro blog nos separe! Beijo da Super! 

Parabéns Nosso Literário Bloguinho!!!


Fonte: Margarete Solange.
Inventor de Poesia: 
Versos Líricos. Queima-bucha, 2010
Revisão: Maressa

sexta-feira, 18 de março de 2011

Discurso de Aniversário

Bom, pessoal, o blog comemora seu primeiro aniversário e todos desse mundo literário, claro, desejam apagar a velinha e fazer a festa. O mulheril aproveita pra se exibir, normal, coisas de mulheres. Principalmente aquela que se chama Aninha Dicaprio e que se julga estrela máxima deste literário bloguinho. Não lhe tiro a razão, de modo algum! Afinal ela passou a existir depois do blog, e não respira fora dele. Eu já existia e aprontava umas e outras por ai no papel de fantoche intrometido. Já viajei bastante atuando  no palco pra crianças e já me apaixonei por diversas mulheres pelos lugares por onde andei, todas lindas e cheias de graças! Por isso particularmente, penso, que o máximo mesmo por aqui, sou eu: LOEN FERNANDES. O quase único galã deste espaço ilhado por mulheres incríveis. Eu me sinto totalmente o “Rei do Blog”. Convidado especial para trazer um pouco de masculinidade a esse reduto amulherado, sou paparicado pelas comentaristas que me deixam recados pra lá de carinhosos. Metido a intelectual, charmoso e piadista, me sinto o Jô Soares Leônio em início de carreira. Eu sou o cara!!!

Pois é, meninas de todas as idades e de todas as carências, há sempre uma guerra dos sexos pairando no ar aqui e ali, mas a verdade é que a figura masculina abrilhanta a festa, impõe respeito, traz mistério e elegância, isso sem exageros, sem maquiagens, porque o homem já nasce belo e vai se abonitando mais e mais a medida em que surgem os músculos e o dinheiro. Tenho me esforçado, mas ainda não desenvolvi essas duas qualidades. Mas ainda assim a mulherada não dá folga, mesmo que isso seja apenas em meus pensamentos.

Amadas mulheres, deste nosso bloguinho este é meu discurso de aniversário: totalmente modesto, sincero e literário. Como sabem a literatura é imaginativa, vive dela e viva ela!!!!
Obrigado por me abraçarem com carinho e com palavras. Obrigado por me fazerem existir em sua imaginação. Sem mais pelo momento abraço a todas e não quero largar mais.

Meninas façam a fila para receber um beijo de aniversário do grande Leon...
UAU!!!!

Texto de Leon Fds
Revisão de Jorge Luiz

terça-feira, 15 de março de 2011

E foi assim que tudo começou....

Maressa de férias, Leon também, todo mundo na maior vida boa, então alguém liga pra mim, que estou ocupadíssima num spa tentando perder 200 gramas que ganhei, e me diz que o Nosso Literário Bloguinho está fazendo um ano de existência e por isso devo providenciar urgentemente uma matéria dizendo como TUDO COMEÇOU. Mesmo sendo descendente de minhoca e tendo os miolos moles, entendi perfeitamente que tenho que dizer como é que o blog começou. Mas porque Eu, exibida de nascença e de descendência iria fazer uma matéria dizendo como este blog começou se posso invés disso, dizer como é que Eu comecei? Ora, se os web-leitores costumam dizer que Eu sou sem noção, então tenho que sê-lo, afinal, sou uma personagem criada e dirigida pelos meus fãs. Ai, ai, adoro vocês, vocês me animam e me fazem existir... Nunca me deixem!!!
Meus bem amados fãs e minhas lindas meio que rivais, o fato é que está sempre entrando gente nova no nosso bloguinho, isso quer dizer que dia a dia as pessoas precisam se atualizar sabendo quem é Aninha, a estrela máxima desse bloguinho, por isso vou contar como TUDO COMEÇOU. Vejam que ao dizer como “tudo começou” estou fazendo exatamente o que me pediram pra fazer. Ahahaha
Na verdade Eu não comecei, me começaram. Inventaram neste blog uma postagem que tinha o título de “Vamos contar história”, daí me inventaram. E como ganhei vida própria e estava me achando uma minhoca tão sem charme e elegância resolvi me reinventar. Hoje sou Aninha Dicaprio, personagem irreverente, inverossímil, sem coesão, sem coerência, sem começo, meio e fim, totalmente fora das teorias Freudianas, Saussuriana, e da lógica Bakthiniana, se é que esse povo tem alguma lógica. Na verdade me encaixo bem nas maluquices de Donana que por coincidência é minha mãe e também tem miolo de minhoca.

Não sei ao certo se minha popularidade acontece por causas de minhas exibições sem medidas, ou se por causa desse meu sobrenome “Dicaprio”, que na verdade herdei de minha avó que era prima da prima de uma vizinha do lado esquerdo do sítio da avó do famoso, único e verdadeiro Dicaprio. Ah eles adoravam água gelada. E quando eu soube que água gelada ajuda a emagrecer só tomo água bem geladinha. Por isso passei a me considerar da família, então adotei esse sobrenome. Pois é, gentii!!! Foi assim que tudo começou. Agora é só abrir o champanhe e fazer um brinde aos 365 dias de existência do nosso literário bloguinho. E dizer que sem a brilhante participação de Aninha Dicaprio, esse blog seria completamente ajuizado, lógico, verossímil, Shakespeniano, Sausseriano e Bakthiniano e isso ao meu ver não seria nada bom porque essa turma não dá ibobe. As pessoas não gostam de seriedade, apreciam levar a vida na brincadeira.


Feliz aniversário com humor e alegria ao nosso estimado literário bloguinho.
Super beijo da Super!!!

Revisão:
Jorge Luiz

sábado, 5 de março de 2011

Às Mulheres

Margarete Solange .....................
Quem pode entender as mulheres?
Elas são tão complicadas,
Carentes, dengosas,
Mui amadas, maravilhosas.
Difíceis de se contentar com tão pouco.
Reclamam, principalmente com quem amam,
Mudam de estilo como o camaleão,
Mesmo na simplicidade são vaidosas,
Até as feias são charmosas,
Gostosas de abraçar,
Irresistíveis, ternas, maternas, talentosas,
Frágeis, ágeis, perigosas...
Brilhantes como o sol, bravias como o mar,
Encantam... Embora não sejam tão apreciáveis
Em todas as suas fases
Minguantes, ficam implicantes,
Depressivas, prontas para atacar,
Ou chorar por qualquer razão.
Rosas perfumadas com beleza e espinhos,
Braços para abraçar, palavras para ensinar,
Lições para guardar no fundo d’alma.
Por causa delas o mundo se comove,
E nas batalhas vencem sem usar armas mortais.
As mulheres são: de dia como sol,
De noite como lua, como o céu cheio de estrelas.
Quem pode resistir aos seus encantos?
Quem pode existir sem elas?
*        *       *
Rosas perfumadas com beleza e espinhos...
Quem pode resistir aos seus encantos?
Quem pode existir sem elas?



Fonte: Margarete Solange.
Inventor de Poesia:
 Versos Líricos.
Queima-bucha, 2010



Fotografias: Rafaella Rodriguez