Pesquisar este blog

Seguidores do Nosso Bloguinho - Mural Blogger

Saudade Ferina

Texto de Margarete Solange

Com ele aprendi tanta coisa. Ele me ensinou a amá-lo. O meu amigo tinha por mim um amor tão sincero. Ele me ouvia e compreendia, era sensível aos meus sentimentos. Caso eu estivesse triste, ele sentia, mesmo que eu nada lhe dissesse. Se me visse chorar, latia, saltitava tentando me alegrar.
Por causa dele, mudei, e fiz coisas que antes nem imaginava fazer. A minha mãe admirava-se de ver-me sentada na areia afagando-lhe o pelo. Na infância e juventude, eu tinha fobia a cães, não seria capaz de tocá-los de modo algum. Aprendi com ele uma nova maneira de ser e de amar. Foi tão surpreendente e doloroso vê-lo inerte, os olhinhos parados, fitando-me sem ver. Olhos lindos, que eu tanto amei.
Eu sabia que o futuro iria tirá-lo de mim; então, tomava posse do presente, apertando-o em meus braços, sabendo que aquele momento em breve seria passado. Agora, todas as noites uma saudade ferina grita o seu nome e ele não vem, porque não está em lugar algum, mas as lembranças dele estão por toda parte. E eu nem quero que elas me deixem, porque um grande amor a gente não quer esquecer.
Nono dia sem ele. É tão difícil não tê-lo... Ele ocupava um espaço muito grande em meu coração; agora, esse espaço está vazio. Com lágrimas nos olhos e uma profunda dor na alma escrevo e dedico a ele, o meu grande amigo Rex – Rei em latim – estas minhas palavras de lamento.
Ele se foi do mundo real... Mas ainda vive nas páginas da literatura: em cada poesia, em cada palavra na qual se transformou nesse novo mundo. Ele não era tão somente um vira-latinha... Era inteligente, alegre, divertido, apaixonado pela vida... Era o Rei REX... E eu o amava.

Um minuto de silêncio...

De repente a música do filme foi retirada...
 
.
E esse silêncio parece eterno!
.
As lembranças dele estão por toda parte. E eu nem quero que elas me deixem, porque um grande amor a gente não quer esquecer.










Esse era o seu abraço, esse foi o seu adeus.
 Ele não era tão somente um vira-latinha...
Era inteligente, alegre, divertido, apaixonado pela vida...
Era o Rei REX... E eu o amava!


Vídeo - Rex aluno nota dez




Texto: Margarete Solange
Imagens e fotografias: Rafaella Medeiros
Edição de imagens: Maressa


Para comentar esta postagem acesse