Pesquisar este blog

Seguidores do Nosso Bloguinho - Mural Blogger

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Análise literária - Obra Rebeca de Margarete Solange



1 Autora: Vida e Obra

Margarete Solange, nascida em Natal, RN, escreve poesias, crônicas, contos e romances. Autora de nove obras publicadas, em 2009, foi premiada, no concurso literário, escritor norte-rio-grandense, na categoria contos com o livro Ninguém é Feliz sem Problemas e outros Contos.

2        Resumo da Obra

Para não se tornar mulher do próprio sogro, Rebeca foge durante a noite acompanhada de seu irmão Ismael e esconde-se no Vale do Sitim. Todavia como o irmão precisa sair em busca do pai Eliacim em sua aldeia em terras de Moabe, a jovem viúva permanece no vale escondida em cavernas. Para sobreviver ela enfrenta muitos perigos e torna-se valente como os guerreiros que saem para pelejar nas guerras. Além de corajosa, sempre disposta a enfrentar os perigos, a jovem Rebeca também conta com a proteção de Jeová, Deus dos Israelitas, o mais poderoso e temido dentre os deuses venerados pelos povos da Palestina e regiões circunvizinhas.

3        Enredo

 A história de “Rebeca” gira em torno da vida de uma jovem viúva que fugiu porque seu sogro queria desposa-la. Em sua fuga ela presencia dois soltados assírios apedrejando um lunático, Natanael. Ao partirem ela passa a cuidar dele com uma espécie de remédio feito por ela com mirna. Com o passar do tempo ele vai se se recuperando das chagas e assim recuperando o juízo, porque a mirna era conhecida por curar, até mesmo, feridas que fossem tidas como sendo incuráveis.
O enredo apresenta unidade e organicidade, pois a história possui início, meio e fim. O desenvolvimento da narrativa compreende os fatos ocorridos pelas bandas do vale de Sitim, no início capítulo 3 - “Era manhã quando avistou Natanael, o valente que se tornara louco, aproximando-se...” - até o momento em que Rebeca retorna para Moabe, seu povo, juntamente com seu marido, Natanael, já no capítulo 7 - “Quando se aproximaram das aldeias de Moabe, Natanael desceu do cavalo e o conduziu pela mão, levando sua esposa montada sobre ele...”. O conflito principal do romance se desenvolve no decorrer da narrativa - o amor de Rebeca por Natanael.

4        Clímax

 O clímax do romance se dá quando Natanael declara o seu amor para Rebeca.
“– Ouça-me, Rebeca, não te tenho a ti por uma irmã, filha do mesmo pai... Como se agita o coração de Naás por ti, do mesmo modo agita-se o meu. Se me seguires não te terei por minha irmã, mas te tomarei por minha mulher...”.

5        Desfecho

Diferentemente dos romances clássicos o desfecho dá-se quando, passados alguns dias após Natanael voltar trazendo consigo sua esposa, eles decidem voltar a Gileade. Ao chegarem a uma planície verdejante junto ao rio Jaboque, “Natanael ergueu um altar ao Deus de seus pais e lhe ofereceu sacrifícios.” Com ele foram, Rebeca sua mulher, seus três filhos, Elon, Sara e Daniel. Seus filhos casaram e foram dados em casamento, com o passar dos anos também tiveram filhos. Rebeca deu a luz a Maressa. E assim viveram felizes e prósperos, nas planícies de Gileade. Natanael já sendo velho e avançado em idade abençoou seus filhos e morreu farto de dias. Elom se tornou o maioral do seu povo. Apesar disso, nenhuma decisão era adotada sem que se ouvisse os conselhos de Rebeca. Não tinham fortunas nem castelos, mas tinham sua rainha. Ainda que fosse mulher, recebia as glórias que eram destinadas aos anciões do povo.

6        Personagens

 A obra “Rebeca” apresenta dois personagens principais, redondos. Eles são sempre compostos de modo a tornar variável o que mais interessa nesse tipo de romance: a ação. São eles: Rebeca e Natanael. Rebeca resume-se numa mulher formosa, jovial, sabia e muito valente.
Os personagens secundários compõem o quadro necessário para colocar a história em movimento ou propiciar informações de certos dados essenciais à trama e representam, por meio de alguns tipos característicos. São eles:
Elom: Segundo filho de sua primeira esposa.
Marta: Sua segunda esposa, irmã da sua falecida esposa.
Hatus: Sogro de Rebeca. Era muito rico e poderoso. Possuía muitas herdades, camelos, cordeiros, bois e também muitos servos.
Ismael: Irmão de Rebeca.
Eliacim: Pai de Rebeca.
Zabade: Era o terceiro mais rico do reino dos Amonitas. Possuía muitas ovelhas, camelos, bois e cabras. Suas terras eram abundantes, nelas os seus empregados trabalhavam colhendo espigas.
Naás: Filho de Zabade. 

7         Narrador

 O romance é narrado na terceira pessoa, por um narrador onisciente. O narrador esta presente no inicio da obra, quando ele conta que descobriu alguns pergaminhos em uma excursão na Palestina e passou o restante de sua vida tentando traduzir e conseguiu já velho e farto de dias. Ele conhece tudo sobre os personagens e sobre o enredo, sabe o que passa no íntimo das personagens, conhece suas emoções e pensamentos.

8        Tempo

 No romance “Rebeca”, o tempo na narrativa é o tempo que assinala o percurso cronológico, ou seja, os acontecimentos vão sendo incorporados à história em ordem cronológica, marcado pelo movimento do sol (alternância dia-noite), pelas estações do ano, etc.

9        Espaço

 A história acontece na trajetória que transcorre entre as aldeias de Moabe, Amom, Gileade e Síria, destacando-se o vale de Sitim, que foi onde Rebeca passou maior parte do tempo escondida de seu sogro e onde conhece Natanael.

10  Ponto de vista critico da obra

 A obra “Rebeca”, de Margarete Solange traz ao leitor uma emocionante historia de amor ao mesmo tempo em que informa sobre culturas e tradições do povo hebreu no período dos reis. Remete-nos a personalidades bíblicas tais como Rute e Davi, dentre outros. Mostra-nos que em tempos difíceis de batalhas e combates, em meio a suspenses e aventuras, achamos no amor a força que prevalece.
Através de sua obra, a autora nos mostra a trajetória de personagens desiludidos que conseguiram triunfo. Além de corajosos, sempre preparados a enfrentar as ameaças, os protagonistas do romance também contam com o amparo de Jeová, Deus dos Israelitas. Apesar de ser uma historia de ficção, podemos tirar dela lições de vida e fé.
Finalmente, temos em “Rebeca” uma literatura prazerosa, que pode ser lida e admirada por pessoas de qualquer idade.


Texto de Jucymário de Lima, 
estudante do terceiro período 
de letras Espanhol, (uern),
apresentado à disciplina
Teoria da Literatura II.
Professora: Luiza Helena




Texto enviado por Jucymário Lima.
Fontes: 

Rebeca 
Romance de Margarete Solange
Literatura Brasileira 
ISBN: 85-911291-2-1
1ª edição - Ano:  2000
Editora: Santos - Mossoró RN
70 páginas: ilustrado
CDD: 869.3

Sobre a biografia e resumo da obra






14 comentários:

  1. ôxente, Jucymário, onde está a sua popularidade?
    Cadê os comentários dos seus fãs, rapaz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa desculpa não convenceu, senhor marcos.
      avisa a turma para vir prestigiar o analista.
      super beijo da super.
      Ah... mais uma coisinha....
      Cadê Susanita que não analisou Fazenda Solidão?
      Diga a ela que prepare o texto e mande para ser publicado no Literário Bloguinho.

      Excluir
  2. Amo esse livro e ler essa análise me fez querer lê-lo novamente. Parabéns Jucymário! Que Deus continue o abençoando!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Obg minha linda... Sabes que amo de paixão... Só falta termos o mesmo sangue, pq irmãos já somos faz tempo... Te amo miga!

      Excluir
  4. Hello, people,
    os comentários estão chegando, mas tá faltando a presença do autor.
    É sempre assim, quando ficam famosos começam a sumir. Hum... Hum...Sei não. Compareça para responder aos fãs , sr Jucymário. super beijo da super

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sumi não, dona Aninha! Estou aqui e pra fazer uma pequena correção... kkkkkkkkkk
      Essa análise foi feita no TERCEIRO período e não segundo... kkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Prontinho, a correção foi feita, Sr, Jucymário.
      Exigente, hein? (rs).
      É isso que dá essa coisa de copiar e colar.
      Copiamos esse texto do semestre passado.(rs)
      O ibope ainda tá pequeno, convida os colegas para vir comentar.
      Convida a professora Helena também.

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero agradecer a todos, principalmente a minha mestra e pastora Margarete que me ensinou a ter gosto pela leitura através de seus escritos maravilhosos e também por acreditar em mim, como também a sua filha, Maressa, que quando cheguei pra ela e disse que ia analisar essa obra, me deu total apoio...
      Obg a senhora Marina Bravia e a dona Aninha, vcs são dez e a todos que tiraram um tempinho pra ler minha analise e que comentaram aqui...
      Deus vos abençoe a cada dia mais...

      Excluir
  6. Amooor.. Irei analisar sim.. Fazenda solidão! Dessa ánalise faço questão..! Antes de terminar a faculdade, garanto te entregar! Afinal, fã que é fã.. PRESTÍGIA com todas as letras,tamanhos, formatos, sua escritora e professora AMADA e INESQUECÍVEL! Te amoo! #MinhaMarga! s2 Quando menos esperar, te faço aquela surpresa! #FazendaSolidão! #MeuLivro! #Curto e #Compartilho!

    ResponderExcluir
  7. Jucymário arrasou na ánalise! #AmigoTop! *--*

    ResponderExcluir