Pesquisar este blog

Seguidores do Nosso Bloguinho - Mural Blogger

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Luar sobre a Savana

Margarete Solange  
A verdade sobre mim
É que sou, desde criança,
Um bicho assustado, acuado,
Que ataca pra se defender.
Livre no meio da selva
Sou uma leoa mansa
Que brinca rodeada de filhotes.
Desce o sol, surge o luar
Sobre a savana.
Viaja o vento: sopra juba, crina, pêlo,
Trigo, flores, mato...
Qualquer capim em derredor de mim.
Tremem rios e lagos e
Eu, quieta, sem susto, sem fome,
Deito e durmo...
Levanto, brinco,
Corro, caço e como.
Não tenho que ser diferente
Do que sou.
E a vida se mistura à natureza,
Selvagem e bela:
Boa, simples, pura, sem censura,
E eu como qualquer leoa
Vou vivendo mansa e feliz,
Sem cobranças,
Longe da civilização.

 
Fontes: Margarete Solange.
Inventor de Poesia: 
Versos Líricos. Queima-bucha, 2010

A mãe leoa é muito cuidadosa com seus filhotes. Só que ela também tem que trabalhar fora, já que, entre os leões, a fêmea é quem caça. Como não dá para correr atrás das presas com os filhotes a tiracolo, as leoas acharam uma solução para esse problema: elas se afastam do resto do grupo e formam um clube de mães. Assim, às vezes, enquanto uma mãe vai caçar, outras cuidam dos filhotes, como se fosse uma creche, numa boa! Elas até sincronizam o parto para que os filhotes nasçam na mesma época e, assim, uma possa amamentar os filhos da outra. Sob os cuidados de várias leoas, não há como o filhote ficar desprotegido enquanto a mãe busca alimento para o grupo.


10 comentários:

  1. Pois é, gente, me identifiquei bastante. É incrível como essa autora consegue ser porta voz de meus sentimentos. Ela me retratou nesse poema.

    ResponderExcluir
  2. Eu tmb acho.Sempre gostei dessa poesia e agora com esse comentário sobre as mães leoas ficou + legal ainda.Valeu a postagem.beijos pra todos!

    ResponderExcluir
  3. Legal a poesia e as informações sobre as mamães leoas. D+++++

    ResponderExcluir
  4. É ficou bom. Gostei da informação, eu não sabia que as leoas amamentavam os filhotes umas da outras. A poesia também é bem legal, gostei, acho que cada mãe se identifica com a poesia e com as leoas.

    ResponderExcluir
  5. Nadijane vc participou da escolha do título dessa poesia lembra? Como você é uma leitora mais que especial seu voto para esse título teve peso especial para a autora. Você é fã da autora e a autora é fã de seus comentários e opiniões. Ela te acha uma leitora nota dez: alegre e divertida. Sua participação nesse blog é fundamental. Quando você some ficamos logo preocupados.

    ResponderExcluir
  6. Adorei a poesia, e ainda porque fala de leões e me lembra uma pessoa que sou apaixonada por ela. Leon Amor, vc nem veio comentar a poesia que fala sobre sua espécie?

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o poema!
    lendo o poema me lembrei de como somos parecidos com os animais! eu sou um bicho preguiça completo!

    ResponderExcluir
  8. Gosto dessa poesia D+, Não só porque fala da minha espécie, mas porque se encaixada bem (como diz Maria José) para mulheres e leoas: acho lindo essa parte:
    Viaja o vento: sopra juba, crina, pêlo,
    Trigo, flores, mato...
    Qualquer capim em derredor de mim.
    Tremem rios e lagos e
    Eu, quieta, sem susto, sem fome,
    Deito e durmo...
    Levanto, brinco,
    Corro, caço e como.
    Não tenho que ser diferente
    Do que sou.

    É o retrato da autora por isso a Marina se identificou tanto. É isso aí a autora mandou bem. Sou fã.

    Psiu, você aí de cima que se chama Melanzinha, vê se cresce e me esquecem, hein?!
    Se você não fosse a cara da Raffa, minha quase inimiga, te chamaria pra ser minha Leona. E por falar em Leona, ou gatona, por anda Lalita a fotográfa desse blog. Sumiu, foi?

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito do poema e do estilo também, não sou muito boa em análise literária, mas para mim ficou bem encaixada do estilo pós modernista,

    ResponderExcluir
  10. O mundo animal é bem diferente do mundo dos homens, os bichos não se preocupam com as críticas ou juízos dos demais, vivem suas vidas e isso é tudo. É bom imitá-los de vez em quando pra viver melhor sem estresse.

    ResponderExcluir